In order to bring you the best possible user experience, this site uses Javascript. If you are seeing this message, it is likely that the Javascript option in your browser is disabled. For optimal viewing of this site, please ensure that Javascript is enabled for your browser. Centro Sebrae de Sustentabilidade

Centro Sebrae de Sustentabilidade

Formulário de busca

Sebrae MG reconhece pequenas empresas com práticas sustentáveis

Pêmio

Duas fazendas, um sítio, uma sorveteria e uma oficina mecânica foram os vencedores da terceira edição da premiação mineira

Gláucia Rodrigues
Descrição da imagem
Ganhadores do Prêmio Sebrae MG de Práticas Sustentáveis

Vanessa Brito

Belo Horizonte – Pequenas empresas mineiras, que adotam boas práticas sustentáveis, são reconhecidas pelo Sebrae MG, há três anos. Na noite de quarta-feira (23), a instituição realizou a cerimônia de entrega do Prêmio Sebrae MG de Práticas Sustentáveis 2013, que reconheceu cinco empreendimentos: a Fazenda Engenho D’Água de Ouro Preto; a Fazenda Itaoca de Conceição do Rio Verde; o Sitio Maritacas de Liberdade;  JeM Peças e Serviços/Jovcar de Curvelo; e Sorveteria Gosto do Cerrado de Montes Claros.

Ao todo 122 micro e pequenas empresas  mineiras se inscreveram na terceira edição da premiação, das quais foram selecionadas 11 finalistas.  Ao reconhecer empresários que entendem que crescimento é diferente de desenvolvimento, o prêmio do Sebrae MG está destacando novos valores nos negócios, disse Fábio Veras de Souza, diretor de operações da instituição no evento. “Essas empresas são pioneiras e nossos parceiros para daqui a 15 anos estarmos comemorando o que é sustentabilidade”, salientou o diretor.

Glória Polares e Aloysio Gomes Carneiro, proprietários da Fazenda Itaoca, estavam satisfeitos por terem sido um dos destaques. “É o reconhecimento de dez anos de trabalho na área de sustentabilidade. Dezenove familias destão aguardando a notícia na fazenda”, disse Glória, logo após receber uma bela peça de artesanato, de autoria do artista Máximo Soalheiro, entregue como troféu. “A sustentabilidade pode mudar o mundo. A área rural precisa de exemplos de sustentabilidade”, afirmou Aloysio. O grande legado do trabalho deles é a conscientização ambiental dos funcionários da fazenda e seus filhos, ressaltou o fazendeiro.

Na Fazenda Itaoca, foram plantadas 9,6 mil mudas de árvores em parceria com a ong SOS Mata Atlântica. Esta propriedade é uma RPPN (Reserva Particular de Patrimônio Natural) e possui nove áreas de preservação permanente. Uma creche atende os filhos dos funcionários. Todos os resíduos da fazenda são separados e as folhas se transformam em adubo, que é aplicado na plantação de café. Estação de tratamento de egoto foi implantada para garantir água limpa do córrego da fazenda.

A Econova, empresa de tecnologia solar de Uberlândia, foi uma das  11 finalistas da premiação. “É uma honra ser finalista deste prêmio. É um reconhecimento que nos motiva a continuar nesta direção. Certamente vai aumentar a visibilidade sobre o microgeração de energia fotovoltaica. Há pouca informação a este respeito no país”, afirmou Gustavo Malagoli Buiatti, empresário da Econova.

Além dos cinco destaques, foram finalistas do prêmio: Angela Rabelo Lingerie; Eco Construct; Econova; Cerâmica Ituiutaba; Fazenda Bela Vista; e Tijox.

Compartilhar

Enviar por e-mail


Insira até cinco e-mails, separados por vírgula